Como definir prioridades e executar tarefas

Como definir prioridades e executar tarefas

Thais Godinho é escritora, blogueira e organizadora profissional. Neste texto simples dá dicas importantes sobre administração e visão do tempo. 

“Só vai mesmo a algum lugar quem sabe para onde quer ir…”

É a máxima do meu domingo, que seja bom para todos. 

18 coisas que as pessoas criativas fazem diferente

18 coisas que as pessoas criativas fazem diferente

Imagine um texto longo, cheio de referências e que precisa ser relido com atenção e boa disposição para ser integralmente aproveitado. Esse é assim, tanto que eu mesma ainda não me dei por vencida e haverei de estudá-lo com maior atenção.

(Em alguns pontos ele parece até um tanto repetitivo e isso graças ao fato de que o assunto foi tão esmiuçado que a gente se perde entre a leitura, reflexões e lembranças…)

“Good, fast or cheap; pick two” (post de M. Cassaro)

 

1235189_512572908824625_1627934996_n

 

Eis outra daquelas pérolas que se perderão por aí no facebook. Houve um tempo em que eu ficava desesperada quanto a tudo aquilo que  corria pela minha timeline afora.
É angustiante se vc for parar pra pensar.
Contudo, hoje tenho a consciência de que quando tiver que te alcançar, a mensagem chegará até você.

Desfrute. Sempre, e não espere ter alguém para compartilhar, talvez esse seja um momento apenas SEU. =)

 

Não vou citar nomes ou empresas, mas esta é uma história real.

Uma vez, levei a uma editora a proposta de um RPG. O editor que me recebeu tinha interesse. Mas queria o livro pronto muito rápido, com qualidade, e não estava disposto a pagar muito.

— Sabe aquele ditado americano sobre serviços — eu disse. “Good, fast or cheap; pick two.” Bom, rápido ou barato; escolha dois. Você pode ter duas dessas coisas, mas nunca todas.

— Ah, mas vai ter que ser assim — foi a resposta que tive.

Mais tarde, esse editor acabou demitido por incompetência.

Algo bom e rápido, não será barato. Algo bom e barato, não será rápido. Algo rápido e barato, não será bom. E nas raras vezes em que acontece, não se mantém assim por muito tempo.

https://www.facebook.com/marcelo.cassaro.3/posts/723939080965067

Pessoas Produtivas e Pessoas Ocupadas

Uma vez que estou em ebulição graças a dois projetos de grande relevância – embora ainda etéreos – resolvi compartilhar outro texto que encontrei nas minhas andanças. Ele fala sobre Pessoas Produtivas e Pessoas Ocupadas.

Faz referência a muitos termos que são velhos inimigos de quem luta contra o tempo, o ócio e a procrastinação. Contudo, hove um trecho que me chamou demais a atenção e … eis que compartilho uma pequena citação:

“… dificilmente uma pessoa ocupada entregará algo antes do prazo. Em compensação, a pessoa produtiva está sempre pensando em formas de entregar além do esperado.”

Falo que o adiar tarefas é um dos maiores motivos das minhas correrias e frustrações, especialmente quando achamos que “vai dar tempo” e os imprevistos, bom… esses daí gostam mesmo é de “grudar” nessas ocasiões.

Confira aqui 3 Dicas para identificar situações e armar-se contra o vilão sugador do tempo: muitas vezes você mesmo!

Sobre Tempo

Dando segmento ao post anterior, nada mais conveniente do que falar sobre tempo.

Já tentei muitas técnicas diferentes e fui verdadeiramente apaixonadas por elas, até perceber o quanto sou desinteressada por mim.
É irracional observar os planos, as anotações e tantas outras coisas e notar que a princípio tudo ia muito bem, até que … o ânimo acabou.

Apesar de iniciar a leitura do artigo – cujo pequenos trechos copiarei aqui – com o nariz bem torcido, admito que gostei muito do resultado final.
Foi um daqueles tapas na cara de quem precisa parar e pensar: se já tentei de todos os jeitos aquilo que os outros dizem, que tal encontrar o meu jeito?

É, acho que é a minha vez de descobrir o que dá certo e de forma quase intuitiva.
Relatarei aqui no futuro, tô esperançosa… outra vez. =}

“…os escritores estudados por Currey têm em suas obras argumentos irrefutáveis para provar que seus métodos de trabalho funcionam. Gostamos de imaginar autores geniais numa realidade paralela, em que a imensidão do talento faz a obra brotar pronta. A realidade é menos mágica e, por isso, mais impressionante. Em algum momento do dia, entre afazeres domésticos e problemas do cotidiano, o escritor russo Liev Tolstói (1828-1910) reservou um tempo longe de sua mulher e de seus filhos para começar a escrever Guerra e paz. Depois, teve de criar uma rotina diária para conseguir completar a obra. Seu grande triunfo literário não existiria sem a vitória modesta sobre as distrações do cotidiano. Os hábitos dele e de outros escritores podem servir como inspiração para uma vida mais grandiosa. Ou ao menos como um argumento para manter a concentração no trabalho, em vez de clicar no próximo artigo de autoajuda. “

E duas frases de destaque pra coroar o tabefe:

“Uma habilidade que todo escritor precisa ter é a capacidade de sentar quieto, nessa profissão profundamente monótona” (Philip Roth, contrariando alguns escritores que driblam os desafios e escrevem em ambientes nada favoráveis. Destaquei esta por que percebi que minha mente é muito inquieta…)

“O talento é algo maravilhoso, mas não é capaz de carregar quem desiste.” (Stephen King, que escreve 2 mil palavras todos os dias, sem exceção.)

Post na integra AQUI (Corrigido em 30/05/13)